DestaqueNacional

Participação da EMOPESCA na EMATUM foi irregular

O declarante Armando Chau está a ser confrontado com as suas declarações prestadas aquando da instrução do processo agora em julgamento, nas quais referiu que o PCA da EMOPESCA, já falecido, constituiu a participação desta empresa na estrutura accionista da EMATUM sem que tivesse mandato para o efeito.

Nas mesmas declarações consta ainda que depois de se constituir a participação, o referido PCA terá telefonado aos membros do Conselho de Administração da EMOPESCA para reunir no restaurante Café Crystal onde se produziu a acta que formalizou a entrada desta empresa na EMATUM.

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo