Nacional

Nyusi desafia empresários a serem agressivos

O Presidente da República, Filipe Jacinto Nyusi desafiou ontem em Pemba, província de Cabo Delgado o empresariado nacional a abandonar a atitude de ser vitima e pautar por uma mentalidade que ajuda a resolver os problemas de modo a constituir uma economia forte e agressiva.

Filipe Nyusi, que falava num encontro com o sector privado de Cabo Delgado, instou ainda os empresários a envidar esforços no sentido de angariar ou constituir parcerias para conseguir impor-se no mundo de negócios na actual conjuntura de globalização da economia.

“Nem tudo está mal em termos de negócio no país. Tenho orgulho de ter um empresariado em crescimento; o que é necessário é constituir uma mentalidade que ajuda a resolver os problemas, isto é, vocês devem fazer parte da solução e não do problema”,disse o Presidente da República sublinhando que mais do que lamentar os empresários devem ser mais agressivos e não se vitimizarem.

Acrescentou ainda que ninguém ensina o negócio a outra pessoa. “Temos que nos libertar da visão local e partir para outros mercados porque, hoje em dia, há oportunidades para todos. Não se pode dizer que ouvimos falar do concurso da Base Logística de Pemba via Imprensa. Temos que ter uma visão ampla, uma mentalidade empresarial aguerrida.

Por sua vez, Chabane Combo que falou em nome do empresariado da província afirmou que os empresários nacionais têm sido relegados para o segundo plano, dando como exemplo o facto de na construção da Base Logística de Pemba não fazerem parte do projecto.

 

Entretanto, antes de se reunir com empresários, o Chefe do Estado orientou um comício popular na cidade de Pemba onde deu oportunidade para alguns ministros responder as preocupações da população, mormente a questão da segurança e tranquilidades públicas, problemática do abastecimento de água e energia e infraestruturas sociais.

Salvador Ntumuke, Ministro da Defesa explicou que para garantir a segurança, paz e tranquilidade publicas o Governo celebrou dois acordos, designadamente de Roma e da cessação das Hostilidades Militares.

Por sua vez, Pedro Couto, titular da pasta do pelouro de Energia e Recursos Minerais garantiu a construção ate finais de Outubro de uma nova central na subestação de Metero tendo em vista a melhoria da qualidade de energia que chega a Cabo Delgado.

“Este ano, em Fevereiro, houve graves problemas resultantes da destruição dos postes em Mocuba, tendo-se feito uma reparação provisória. A solução definitiva será com a construção,  ainda este ano, de novas torres naquela região”,disse ressalvando que para esta província prevê-se a ligação até próximo ano de mais nove mil ligações domiciliares.

Carlos Bonete Martinho, Ministro das Obras Públicas, Habitação e Recursos Hídricos, fez saber que a problemática do abastecimento de água a capital provincial e outros distritos tem os dias contados uma vez estar em curso a construção de uma nova linha do transporte de água de Mituge ate a cidade de Pemba.

“Está em construção uma nova conduta de transporte de água para permitir que haja água nas torneiras 24 horas por dia; aliás em Manga também temos a construção da barragem de Megarruma, para não falar de novos sistemas de abastecimento de agua nas zonas rurais para melhorar a capacidade do fornecimento do liquido precioso”,disse Carlos Bonete.

 

 

 

 

 

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo