DestaqueNacional

Nhatave recebeu 375 mil Meticais

O arguido Hermenegildo Nhatave declarou que sem ter executado o objecto do contrato com a Direcção do Trabalho Migratório entraram na sua conta bancária 375 mil Meticais.

A declaração do arguido surgiu depois do tribunal ter perguntado qual seria a contrapartida prometida por José Monjane para a cedência de facturas e recibos se à partida se sabia que o contrato não seria executado.

Respondeu que assinou mediante uma promessa feita por Monjane de facilitar futuros contratos.

“Dois dias depois de ter entregue os documentos que o senhor Monjane pediu entrou dinheiro na minha conta bancária”, declarou.

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo