DestaqueNacional

Navios fornecidos não tinham armas

O declarante Arlindo Ngale continua a realizar o exercício de verificação das suas declarações prestadas na época da instrução preparatória e afirma que o que constava no contrato chegou, no entanto, diz que nos meios navais não estavam incorpadas valências letais.

Sublinhou que os centros de comando e controlo dos sites, de operações marítimas, de Inteligência e de formação e treino estão na Proindicus. “Se estão como devia ser, isso já não é comigo. É com outro director” .

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo