Nacional

NAS CIDADES DE MAPUTO E MATOLA: Reforçada frota de transporte público

O serviço de transporte público de passageiros está cada vez mais perto de completar a frota de autocarros prometida pelo Governo com vista a fazer face ao problema de transporte que se faz sentir em diferentes pontos do país.

Actualmente, contam-se 854 autocarros que o serviço de transporte público de passageiro tem disponíveis desde que o “Plano 1000” foi introduzido pelo Governo. Faltam apenas 146 autocarros para completar o lote.

Este dado foi tornado público, na sexta-feira, no Conselho Autárquico da Matola, província de Maputo, pela Vice-Ministra dos Transportes e Comunicações, Manuela Rebelo, durante a cerimónia de entrega de 35 novos autocarros à Empresa Municipal de Transporte Público da Matola, COOPTRAB e COOPTRANS.

A Empresa Municipal de Transporte Público da Matola (ETM) recebeu três autocarros e os restantes 32 foram entregues às duas cooperativas. Ainda na sexta-feira foram entregues 20 machimbombos às empresas de transporte de passageiros filiadas na cidade de Maputo; destes, oito reforçam a frota da Empresa Municipal de Transporte Público de Maputo.

Com a entrada em circulação dos novos autocarros passarão a ser transportados diariamente mais de 500 mil passageiros, para diferentes pontos da província e cidade de Maputo, com maior destaque para os Conselhos Autárquicos de Maputo, Matola e Boane.

Actualmente, o serviço cobre 80 por cento da demanda. Facto que pode ser superado brevemente com a recepção de novos meios e com a abertura de novas rotas.

Aliás, as autoridades da Agência Metropolitana de Transporte de Maputo já assumiram o desafio de estender o serviço para mais comunidades da província e cidade de Maputo.  

A vice-ministra dos Transportes e Comunicações disse que, para a sustentabilidade do transporte público urbano, prossegue a implementação de várias medidas que incluem a melhoria das vias de acesso, manutenção dos autocarros, melhoria da gestão, bilheteira electrónica, entre várias.

“Ao alocarmos estes meios a operadores privados, devidamente organizados em cooperativas, é nossa expectativa estarmos a investir para a revitalização destes operadores bastante experientes e vocacionados a esta actividade”,disse.

Na ocasião, Manuela Rebelo anunciou que, em reconhecimento dos resultados que o serviço tem logrado com as medidas em curso, o Governo projecta intervir ainda no presente mês nos municípios da Manhiça, Namaacha e distrito de Matutuine. Assim, brevemente passará para cinco o número de empresas municipais de transporte público, contra as actuais três, nomeadamente de Maputo, Matola e Boane.Leia mais…

Texto de Abibo Selemane

abibo.selemane@snoticicas.co.mz

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo