DestaqueNacionalUltima Hora

Não ponha palavras na minha boca

O réu acaba de desafiar o juiz para evitar “colocar palavras na minha boca”. 

Reagindo, o juiz afirmou que o tribunal é ” responsável por aquilo que diz e não pela forma como o réu entende”. 

Desde a retoma da sessão está a decorrer uma discussão entre o juiz e o réu Gregório Leão , com o primeiro a insistir em torno das razões que terão levado Teófilo Nhangumele, estranho ao SISE, a participar e fazer apresentação de um projecto estratégico no Comando Conjunto dirigido pelo então Chefe de Estado.

Ultrapassado o “diferendo”, o juiz concedeu a palavra ao MP para prosseguir com o interrogatório. 

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo