Nacional

Município investe 132 milhões

O município de Chibuto, província de Gaza, investiu 132 milhões de meticais na recuperação e normalização do sistema de abastecimento de água para as populações. A primeira fase de instalação do sistema consistiu no melhoramento do sistema de captação, instalação do novo equipamento hidromecânico e assentamento duma conduta adutora de cerca de 12 quilómetros.

Segundo Francisco Soares Mandlate, presidente da edilidade, “depois disso é que se vai ampliar a rede de distribuição e construir-se um estacão de tratamento”. Espera-se igualmente a edificação dum depósito elevado com uma capacidade para 200 metros cúbicos de água para se assegurar cerca de duas mil ligações domésticas.

No  posto administrativo de Chidenguele, distrito de Mandlakadzi, foi já concluída a instalação do sistema de abastecimento de água para o abastecimento das populações locais, que vai abranger um raio de 14 quilómetros, de acordo com Titos Sitói, administrador de Mandlakadzi.

Na óptica de Titos Sitói, o investimento vai “trazer vantagens na diminuição de distâncias entre o utente e a fonte bem como nas questões de higiene e saúde das comunidades”.

O mesmo esforço foi feito nos distritos de Chigubo e Mabalane onde se ergueram, respectivamente, quatro e um sistema de abastecimento de água. “São esforços visando aumentar a cobertura do abastecimento de água potável nas zonas rurais e vilas”, afirmou Luís Vicente, responsável das Obras Publicas em Gaza.

Para o caso das cidades e vilas, sabe-se que em Xai-Xai fez-se 228 novas ligações e, na cidade de Chókwè, 254. Estes números poderão crescer porque no próximo ano a cidade de Xai-Xai ter 800 novas ligações e a cidade de Chókwè 600.

domingosoube que o investimento nas zonas rurais vai prosseguir porque o Governo de Gaza, com a ajuda dos parceiros, vai abrir 213 furos de água. Por exemplo, dez sistemas de abastecimento de água serão construídos e reabilitados em Chigubo, Chibuto, Guijá e Mabalane, enquanto em Guijá vão se construir duas represas.

Por seu turno, para se garantir o saneamento do meio das comunidades foram construídas 250 latrinas tradicionais em Mandlakadzi, prevendo-se neste ano edificar 72 sanitários em escolas públicas e melhorar-se mais de dois mil latrinas municípios e distritos da província de Gaza.

Artur Saúde

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo