DestaqueNacional

Mungoi assinou contrato no lugar da esposa

O arguido Baltazar Mungoi acabou de reconher ter assinado em nome da esposa Bela Graça um contrato de prestação de serviços com a direcção de trabalho migratório. Disse ter sido contactado pelo co-arguido Maurício Xerinda, marido da então directora de finanças da Direcção do Trabalho Migratório para a emissão de facturas e recibos. A juíza quis saber do arguido por que razão disse uma coisa em 2019  no Gabinete Central de Combate à Corrupção e em segundo interrogatório no serviço de investigação criminal afirmou o contrário. Mungoi respondeu que mantevem a segunda versão quando teve a dimensão real do problema e por força das conversas tidas com a pessoa que o contactou em 2017, no caso Maurício Xerinda.

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo