DestaqueNacional

MISSÃO DA SADC EM MOÇAMBIQUE: Prorrogação do mandato prova o compromisso da região

A decisão de prorrogar o mandato da Força de Alerta dos países da Comunidade de Desenvolvimento da África Austral (SAMIM) até Janeiro de 2022 realça o apoio contínuo dos países da região na luta contra o extremismo violento em alguns distritos da província de Cabo Delgado, bem como preparar o país para saber lidar com o problema com a saída das tropas estrangeiras. A tese é defendida pelo académico e antigo reitor do Instituto Superior de Relações Internacionais (actual Universidade Joaquim Chissano), Patrício José, em entrevista ao domingo.

A missão militar da SAMIM vai continuar por mais três meses, até concluir a limpeza e consolidação da segurança nas zonas recuperadas das mãos dos terroristas, permitindo o início da reconstrução, segundo foi decidido semana finda no final da sessão extraordinária da Troika do Órgão de Cooperação para as áreas de Política, Defesa e Segurança da SADC, alargada a Moçambique, realizada em Pretória, África do Sul.

O prazo para o término da missão estava inicialmente previsto para 15 de Outubro corrente. Para entender o alcance desta decisão, entrevistámos Patrício José, que fala em discurso directo dos desafios que o país tem pela frente. Leia mais…

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo