DestaqueNacional

Miguel Gonçalves finalista do Prémio de Conservação

O administrador do Parque Nacional de Maputo, Miguel Gonçalves, foi nomeado esta segunda-feira pela Tusk para o Prémio Tusk Conservation Awards 2022.
O Prémio Tusk para Conservação em África foi é uma parceria com a Land Rover.
Miguel Gonçalves trabalha no Parque Nacional de Maputo desde 2008, tendo se tornado director em 2009.
Sob a sua liderança, nos últimos 12 anos, o parque passou de um campo de caça para um dos mais importantes albergues da vida selvagem, além da recuperação de ecossistemas, tanto no oceano como em terra.
“Acredito no trabalho que faço com paixão. Posso ver a diferença que a equipa fez nos últimos 12 anos e o impacto que tivemos nas comunidades vizinhas, que são nossos principais parceiros na paisagem.”, referiu Miguel Gonçalves.
Os outros nomeados e finalistas são David Daballen, do Quénia, e Dismas Partalala, da Tanzania.

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo