DestaqueNacional

Mais casas consomem gás natural em Maputo

Pelo menos 150 novas ligações domésticas de gás natural estarão concluídas até finais de Novembro, este ano, nos bairros 25 de Julho e Coop, na cidade de Maputo.

Conforme soube hoje a Reportagem do domingo, neste momento decorre a conexão dos canos de alimentação ao gasoduto principal, processo que deve estar concluído dentro em breve.

Todos os encargos da instalação são repassadas à Empresa ENH Kogás, ficando sob responsabilidade dos beneficiários os encargos atinentes à taxa de ligação ou contrato, no valor de cinco mil Meticais.

Estão também sob a responsabilidade da ENH Kogás os custos de conversão de electrodomésticos para passarem a usar gás natural.

Refira-se que estas ligações estão inseridas no âmbito de um projecto de massificação do uso de gás natural extraído dos jazigos de Pande-Temane, na província de Inhambane e que está a ser implementado pelo Governo, através do Ministério dos Recursos Minerais e Energia (MIREME) e a ENH Kogas.

Até ao momento, outras 100 casas são abastecidas de gás natural no bairro de Aeroporto, na capital do país.

O objectivo é de diversificar a matriz energética através da alocação do gás produzido em Moçambique para os moçambicanos”, disse Moisés Paulino, director nacional de Hidrocarbonetos e Combustíveis no MIREME, depois de uma visita de trabalho efectuada por uma equipa conjunta com a ENH Kogas e da PRF – Gás de Moçambique LDA.

Na ocasião, a fonte lembrou que o processo iniciou no norte da província de Inhambane onde, actualmente, somam-se cerca de 3 mil ligações nos distritos de Inhassoro e Vilankulo.

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo