Nacional

Lavar a alma em águas inquinas

Um dia, todos, claro com raras excepções, ouvimos dizer que a higiene individual era fundamental para a saúde. Isso é quase um dogma. O menino captado pela lente de Alfredo Mueche também ouviu dizer isso. Razão por que está se lavando. 

O problema é que a água que está a usar pode e está, certamente, contaminada. Isso pode provocar doenças. É irónico porque, como diz um provérbio japonês, "as dificuldades são como as montanhas. Elas só se aplainam quando avançamos sobre elas." O banhista, acertadamente, contornou a dificuldade mas, ao mesmo tempo, periga a sua vida. É triste. O momento até se podia prestar a uma gargalhada mas como “um camelo não zomba da corcunda de outro camelo" só nos podemos compadecer do pobre menino. Longe dos chavões sobre Direitos da Criança, vale a pena procurar soluções sérias e efectivas sobre o fenómeno crianças da rua ou na rua… porque, independentemente das razões, é apenas uma criança. Parafraseando o profeta, que atire a primeira pedra quem nunca foi criança…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo