Nacional

Inspecção Geral suspende 75 ilegais

A Inspeção-geral do Trabalho (IGT) suspendeu, na quinta-feira, um total de 75 cidadãos estrangeiros, que exerciam actividades na empresa Steval Moçambique, Lda.

Trata-se de 44 cidadãos de nacionalidade indiana, 24 sul-africanos, 8 zimbabweanos e 1 holandês, contratados sem a observância dos requisitos exigidos pela legislação moçambicana, o que resultou na suspensão imediata das suas actividades e a respectiva entidade empregadora sancionada.

A suspensão deste grupo de trabalhadores acontece uma semana depois de a titular da pasta do Trabalho, Emprego e Segurança Social, Vitória Dias Diogo, ter alertado que a instituição passaria a aplicar mão dura aos infractores.

A maioria dos trabalhadores ora suspensos encontrava-se a prestar os seus serviços em Maputo, enquanto outros dez da mesma empresa foram suspensos na cidade da Beira, província de Sofala. No total, a empresa emprega 211 trabalhadores, entre nacionais e estrangeiros.

Para além destas sanções e a interrupção imediata do exercício de actividade no país, o respectivo processo já foi encaminhado para o Serviço Nacional de Migração, para os passos subsequentes, mais concretamente com vista ao repatriamento dos trabalhadores visados. Naquela empresa, a IGT registou 77 trabalhadores estrangeiros, mas apenas 2 foram contratados por vias legais em vigor, ou seja, 75 são ilegais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo