Nacional

Frelimo tranquila em Cabo Delgado

O chefe da brigada Central do partido Frelimo para a província de Cabo Delgado, Eduardo Mulémbwe, faz um balanço positivo sobre o decurso da campanha eleitoral que esta formação partidária tem estado a realizar ao nível deste ponto do país e sublinha que a mensagem foi transmitida a todos os potenciais eleitores.

Falando em conferência de imprensa realizada na semana passada na cidade de Pemba, Eduardo Muémbwe disse que “olhando para os aspectos positivos e negativos podemos dizer, em consciência, que o balanço que fazemos ao nível da província é extremamente positivo. Acredito que se as eleições fossem ontem teríamos realizado o nosso sonho e objectivo de fazer passar a Frelimo e o nosso candidato presidencial, Filipe Nyusi”.

Segundo o chefe da brigada central da Frelimo para Cabo Delgado, o que alicerça aquela convicção é o facto das equipas de trabalho mobilizadas para a campanha terem abordado a todos os potenciais eleitores da província, havendo casos em que já se está a fazer uma segunda ou até terceira ronda de transmissão de mensagens sobre o que a Frelimo pretende materializar caso vença as eleições aprazadas para 15 de Outubro em todo o território nacional e na diáspora.

Eduardo Mulémbuwe foi ao fundo da questão apontando que do universo de 964 mil potenciais eleitores registados nesta província, as brigadas de campanha eleitoral já abordaram a cerca de 111, 76 por cento. “Diria que estamos satisfeitos porque a nossa mensagem foi transmitida a todos os eleitores potenciais da província”.

Apesar de satisfeito com o trabalho desenvolvido até agora, Mulémbwe afirma que a actividade de campanha vai prosseguir e de forma cada vez mais acutilante, tendo em conta que há distritos como Balama que estão a 155 por cento de cobertura do eleitorado e Quissanga que ainda se situa a pouco menos de 70 por cento.

Estamos a ser sinceros em relação ao trabalho que estamos a fazer. Em distritos como Balama, onde já estamos em 155 por cento vamos reforçar e nos casos de distritos como Quissanga vamos redobrar porque queremos atingir os 100 por cento em toda a nossa campanha

A necessidade de voltar a passar pelos mesmos locais e contactar de forma reiterada aos eleitores resulta do facto de a Frelimo estar interessada em deixar a todos claros sobre o que pretende fazer caso o voto lhe seja favorável. “Por outro lado estamos a realizar reuniões com alvos bem definidos, continuamos a fazer o trabalho em toda a província”, assegurou.

Jorge Rungo, em Pemba

Foto de Alfredo Mueche

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo