Nacional

FRAUDE NA “JOHN ISSA”: Governo quer desfecho rápido

O caso de cerca de 300 alunos da 10.ª e 12.ª classes acusados de terem cometido fraude académica na Escola Secundária John Issa, na vila da Macia (província de Gaza), após realizarem os exames finais em Novembro do ano passado, ainda não tem desfecho.

A situação preocupa o Conselho Executivo provincial que quer o desfecho o mais rápido possível de modo a se determinar o futuro dos referidos alunos. Leia mais…

TEXTO DE ATANÁSIO ZANDAMELA

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo