Nacional

…E mais de sete mil nas mesmas condições em Panda

Estima-se em pouco mais de sete mil pessoas da vila sede no distrito de Panda, província de Inhambane enfrentam o problema da falta de água, agravado pela avaria do 

pequeno sistema. A motobomba, que assegurava o abastecimento dos tanques elevados para posterior distribuição pelos fontanários públicos, está fora de serviço desde Maio último.

Com efeito, a crise de água cria oportunidade de negócio para pequenos empresários que estão a investir na abertura de furos para abastecer a população da vila.

Até porque com a abertura de dois furos que captam água através de pequenas motobombas o problema foi minimizado, apesar de o acesso ao precioso líquido acarretar custos. Uma lata custa três meticais, um valor que a maioria da população afirma não ter capacidade para pagar, de modo a satisfazer as necessidades da casa.

O director dos serviços distritais de planeamento e infra-estruturas em Panda, Roque Diogo, diz que a solução do problema está para breve.

É que a cooperação canadiana vai financiar o projecto de instalação de um novo pequeno sistema e ampliação da rede de distribuição, conforme indicou Diogo.

Esta indicação foi confirmada pelo governador de Inhambane, Agostinho Trinta, que na última semana trabalhou em Panda, tendo na ocasião assegurado aos residentes daquele distrito que a solução está mais próxima ainda, com a chegada de energia eléctrica à vila sede.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo