Nacional

Drama dos moçambicanos que fugiram das cheias do Chire

Maria Sumate, natural de Chiromo, distrito de Morrumbala, na Zambézia, é uma dos cerca de 2500 moçambicanos que se encontram no Malawi, depois de verem as suas áreas residenciais inundadas devido às cheias provocadas pelo transbordo do rio Chire, na sequência da tempestade Ana.

Como outros moçambicanos, encontra-se nos centros de acolhimento do distrito de Nsange, República do Malawi, local visitado semana finda pelo domingo, integrado na delegação do Instituto Nacional de Gestão de Riscos e Desastres (INGD), que se deslocou àquele país para prestar apoio às vítimas. Leia mais…

TEXTO DE BERNARDO CARLOS

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo