DestaqueNacional

Devia se abrir um processo autónomo contra Imran Issa

O advogado do réu Zulficar Hamad iniciou a apresentação das suas alegações finais afirmando que a estratégia usada inicialmente pelo seu constituinte de apontar que recebeu 100 mil dólares em benefício do cidadão Marcus Calafiori foi por instrução do seu antigo advogado Imran Issa para quem entende que se devia abrir um processo autónomo.

Para este causídico, Zulficar não é amigo de António Carlos do Rosário e que apenas ganhou um milhão de Meticais de comissão pela venda de um imóvel.

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo