DestaqueNacional

DESVIO DE FUNDOS NA DIRECÇÃO DE TRABALHO MIGRATÓRIO: Réus voltam ao interrogatório

Ouvidos todos réus do caso DTM (Direcção do Trabalho Migratório), a décima secção criminal do Tribunal Judicial da Cidade de Maputo decidiu que alguns deverão ser submetidos uma vez mais ao interrogatório para melhor esclarecerem factos suscitados pelas declarações proferidas durante a primeira audição.

Este posicionamento foi, sobretudo, motivado pelas declarações proferidas, durante três dias de audiência, pela então directora da DTM, Anastácia Zitha.

A ré praticamente confirmou em tribunal ter conhecimento do teor da maior parte das provas materiais que constam dos autos e somente algumas questões ficaram por detalhar.

Assim, voltam a se sentar perante o tribunal José Monjane, antigo chefe da Repartição de Finanças, Sidónio dos Anjos Manuel, à data dos factos chefe do gabinete da ministra Maria Helena Taipo, e Alfredo Lucas, dono da Indomobil, empresa que consta como subcontratada, mas que beneficiou de pagamentos directos da DTM. Leia mais…

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo