Nacional

CPE esclarece caso das urnas encontradas com cidadão

A Comissão Provincial de Eleições (CPE) de Sofala esclareceu, hoje, que as urnas que estavam na posse de um funcionário do Secretariado Técnico de Administração Eleitoral (STAE), no bairro da Munhava, arredores da cidade da Beira, não continham boletins de voto como chegou a se propalar.

Falando, em conferência de imprensa, o presidente da CPE de Sofala, Samuel Malate, explicou que as urnas foram descarregadas de um camião que vinha distribuindo material eleitoral e que as mesmas estavam vazias.

Informações avançadas na ocasião davam conta que as urnas continham boletins de voto, facto desmentido pela CPE.

As urnas, segundo Malate tinham sido descarregadas na estrada e o indivíduo, sendo funcionário do STAE, levou-as para meter num outro carro, só que foi interceptado e os eleitores que estavam no local pensaram que se tratasse de preparação de fraude, o que provocou agitação.

Nós tomamos conhecimento das dificuldades que estavam a surgir. É uma situação que apareceu acidentalmente. É um elemento da nossa equipa que apareceu ali com urnas vazias e pegava nas mãos”, afirmou Malate.

Após ter tomado conhecimento da ocorrência através do Comando da Policia, uma equipa da CPE dirigiu-se ao local onde, juntamente com os representantes dos principais partidos, nomeadamente Frelimo, Renamo e o Movimento Democrático de Moçambique (MDM), o caso foi esclarecido.


 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo