Nacional

Conjuntura económica prejudica negociação de salários mínimos

– Alexandre Munguambe, SG da OTM-CS

O secretário-geral da Organização dos trabalhadores de Moçambique – Central Sindical (OTM-CS), Alexandre Munguambe, reconheceu hoje que em Moçambique está cada vez mais difícil negociar os salários mínimos por causa da conjuntura económica nacional menos favorável.

Munguambe que falava em Maputo durante a celebração do 1º de Maio, Dia Internacional do Trabalhador, disse que os salários mínimos conseguidos ainda não satisfazem as necessidades básicas dos trabalhadores que, em 2018, estavam avaliadas 19. 637 Meticais.

As nossas maiores preocupações são a recuperação do poder de compra perdido devido à inflação e a manutenção e criação de novos postos de trabalho”, frisou

De referir que o Governo aprovou ontem os novos salários mínimos nacionais por sector de actividade, sendo cinco por cento para a Função e Pública e de cinco a 12 para o sector privado.

Entretanto, o desfile do 1º de Maio, a nível da cidade de Maputo, foi caracterizado por uma fraca afluência em comparação com os anos anteriores.

Em Maputo, a tónica dominante das mensagens estampadas nos dísticos tinha a ver com a necessidade de pagamento de salários justos, o fim dos empregos precários e melhoria das condições de trabalho.

Alguns trabalhadores responderam ao apelo feito pela OTM-CS, depositando num lugar preparado em frente à tribuna de honra, na Praça dos Trabalhadores, produtos não perecíveis em solidariedade com as vítimas dos ciclones Idai, no Centro e Kenneth, no Norte de Moçambique.

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo