DestaqueNacional

Congregações religiosas contra violência baseada no género

Com base nos preceitos das sagradas escrituras diferentes confissões religiosas uniram-se na luta contra a violência baseada no género.

Criada em 2006, a Plataforma Inter-religiosa de Comunicação para a Saúde (PIRCOM) tem usado os preceitos das sagradas escrituras, nomeadamente a bíblia sagrada e o alcorão, para alinhar mensagens sobre saúde e protecção de grupos vulneráveis com o objectivo de apoiar a melhoria da saúde no país, com destaque para a saúde de crianças, mulheres grávidas, lactantes, assim como de recém-nascidos, afirmam ainda existir muito por se fazer para a protecção destes grupos.

Recentemente, a plataforma religiosa juntou-se a uma nova causa: a luta contra a violência baseada no género, perpetrada por parceiros íntimos. Lançou a campanha denominada “Dê esperança a 1001 Rositas” para celebrar a vida e o serviço de Rosita Sebastião António Muchanga, jovem de 24 anos, activista do Projeto “Mwanawasa”, que perdeu a vida devido à violência do parceiro íntimo. Leia mais…

Texto de Luísa Jorge
luisa.jorge@snoticicas.co.mz

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo