Nacional

CFM defende construção de novas infra-estruturas

A extracção de recursos minerais em Moçambique, particularmente de carvão, exige a construção urgente de novas infra-estruturas de transportes, afirmou o presidente dos Portos e Caminhos de Ferro de Moçambique (CFM), Victor Gomes.

Temos recursos como carvão e gás e o país precisa de preparar-se sendo a capacidade de logística ferroviária e portuária um dos grandes problemas por resolver”, salientou Victor Gomes.
O presidente da CFM adiantou que os projectos de desenvolvimento em curso no sistema ferroviário e portuário em Moçambique visam precisamente responder a este desafio, caso dos trabalhos que estão a ser desenvolvidos na linha do Sena e que visam aumentar a capacidade de transporte de 6,5 milhões de toneladas para 20 milhões de toneladas.
Victor Gomes defendeu ainda como crucial o cumprimento de prazos nas actividades previstas no sector, sobretudo a construção da linha férrea entre Moatize e Nacala, passando pelo Malawi, numa extensão de 912 quilómetros, dos quais 228 quilómetros serão construção de raiz e 684 quilómetros reconstrução.
Aquele responsável destacou ainda as obras de reconstrução e de construção de novas instalações no porto de Nacala, actualmente em curso, bem como a construção do novo terminal de hidrocarbonetos no porto de Palma, na província de Cabo Delgado.

Idnórcio Muchanga

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo