DestaqueNacional

AOS NOVOS DIRIGENTES DO INP E INAMI: PM pede rigor na gestão 

O Primeiro-Ministro, Adriano Maleiane, recomendou aos novos gestores do Instituto Nacional de Petróleos (INP) e do Instituto Nacional de Minas (INAMI) a pautarem por uma gestão rigorosa e transparente dos recursos financeiros e patrimoniais colocados à disposição das instituições que passam a dirigir. 

Maleiane falava, hoje, em Maputo, durante a cerimónia de tomada de posse de Nazário Balangane, nomeado presidente do Conselho de Administração do INP e Elias Xavier Félix Daudi, indicado para o cargo de director geral adjunto do Instituto Nacional de Minas (INAMI), e Grácio Rosário Cune para o cargo do director geral adjunto do INAMI.

O governante disse que a descoberta de reservas de gás, em particular na Bacia do Rovuma, aliada ao início da produção e comercialização de gás natural liquefeito na plataforma flutuante Coral Sul torna o país num importante actor do mercado energético mundial. 

“O INP deve continuar a aprimorar os mecanismos de fiscalização dos projectos de pesquisa e produção de gás que estão em curso e os que venham a ser aprovados de modo a assegurar que estes cumpram integralmente os seus planos de Conteúdo Local, sobretudo no que diz respeito a criação de mais postos de trabalho, com maior enfoque para jovens”, recomendou. 

Em relação ao sector de Minas, o Primeiro-Ministro disse que a exploração sustentável dos recursos naturais pode contribuir significativamente para a geração de renda de modo a desenvolver o país. 

“Esperamos que a produção mineira seja desenvolvida com a utilização de tecnologia eficiente que assegure a protecção e preservação do meio ambiente”, apelou.

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo