DestaqueNacional

98 ilegais interceptados num camião-cisterna

Noventa e oito cidadãos de nacionalidade malawiana foram interpelados ontem, sábado, no distrito de Guro, província de Manica, no interior de um camião-cisterna a caminho da África do Sul.

Segundo Mário Arnaça, porta-voz da Polícia da República de Moçambique, na província de Manica, o motorista pôs-se em funga após ser abordado pelas autoridades.

“Neste momento está a decorrer o processo de triagem na Direcção Provincial da Migração para procedimentos subsequentes”, disse.

De acordo com Arnaça, tem sido frequente os imigrantes ilegais usarem Moçambique como corredor para chegarem à África do Sul, alegadamente à busca de melhores condições de vida.

Sabe-se, no entanto, que o país tem servido, nos últimos anos, de ponto de entrada de imigrantes ilegais provenientes de vários países do hinterland com destaque para malawianos, zambianos, congoleses e somalis, que buscam a rota mais fácil para a África do Sul.

Refira-se que os facilitadores de imigrantes visavam ludibriar a Polícia, tendo em conta que nenhum dos transportados tinham documentos.

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo