Internacional

Zimbabwe pronto a acolher Cimeira Extraordinária

O Zimbabwe acolhe esta semana a Cimeira Extraordinária de Chefes de Estado e de Governo da  SADC, e altos funcionários da região já se encontram em Harare, disse o secretário dos Negócios Estrangeiros zimbabweano, o embaixador Joey Bimha.

A cimeira terá lugar esta quarta-feira, e segundo fontes em Harare, acredita-se que o Presidente de Moçambique Filipe Nyusi poderá participar pela primeira vez no evento.

A violência xenofóba na África do Sul poderá ser um dos pontos da agenda da cimeira extraordinária dos Chefes de Estado e de governo da região, onde Jacob Zuma poderá dar um informe sobre as medidas tomadas pelo executivo de Pretória para acabar com a violência contra moçambicanos, malawianos e zimbabweanos. Aliás, o governo do Malawi já propôs que a cimeira deveria discutir o assunto.

O embaixador Joey Bimha garantiu que o seu governo já disponibilizou os fundos necessários e confirmou que o Zimbabwe está pronto para acolher a cimeira. “A situação está sob controlo e já nos foram dados os fundos para realizar o evento”, disse Bimha.

A Cimeira Extraordinária será precedida de reuniões do Comité Permanente de Altos Funcionários, cujos delegados começaram a chegar na sexta-feira. As reuniões preparatórias começaram ontem e prosseguem hoje domingo.

O embaixador Bimha disse que as reuniões do Conselho de Ministros terão lugar amanhã e na terça-feira.

O diplomata afirmou que o governo convidou a presidente da Comissão da União Africana, a sul-africana Nkosazana Dlamini-Zuma, o secretário-executivo da Comissão Económica das Nações Unidas para África, Dr. Carlos Lopes e o secretário-geral da COMESA, Dr. Sindiso Ngwenya.

Eles foram convidados a assistir à luz do facto de que estarmos a discutir a questão da industrialização”, disse o embaixador Bimha.

Esperamos recomendações feitas pelo Grupo de Trabalho Ministerial sobre a Integração Económica Regional a ser discutido pelo Comité Permanente de Altos Funcionários, e em seguida, fazer recomendações ao Conselho de Ministros, que por sua vez irá encaminhar para a Cimeira, onde esperamos que as recomendações sejam aprovadas”, avançou o diplomata.

“Se as recomendações forem aprovadas”, afirmou o embaixador Bemhia, “veriam a África Austral ter uma estratégia de industrialização abrangente que iria aprofundar a estratégia de integração do bloco regional e acelerar a erradicação da pobreza”.

Os líderes regionais resolveram durante a Cimeira da SADC realizada em Agosto  do ano passado em Victoria Falls, no Zimbabwe, dar um impulso global e agregação do valor como parte de uma estratégia de industrialização mais ampla.

Avelino Mucavele em Blintyre, Malawi

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo