Internacional

ANC vai ganhar sem maioria confortável

“Nestas eleições, o ANC deverá perder votos para os pequenos partidos da oposição. O grande beneficiário deverá ser o partido de Hellen Ziller, Aliança Democrática (AD)”.

Cadeado acredita que o recém-partido político fundado pelo dissidente do ANC e seu antigo líder juvenil, julius Malema, Combatentes da Liberdade Económica (EFF) poderá ter um protagonismo relativo nas eleições.

Segundo este académico, o ANC, no plano doméstico, deverá ser penalizado pela Governação económica não inclusiva; políticas económicas menos conseguidas, que se têm traduzido em greves constantes no sector mineiro (ouro e platina); casos de corrupção, cujo nome de Jacob Zuma é inúmeras vezes referenciado; e a alta taxa de desemprego que ainda assola a África do Sul.

No plano internacional, a política do governo de Zuma, na globalidade, saísse bem, apesar do desatino com os países da Comunidade Económica da África Austral (SADC) na questão da Parceria Económica com a União Europeia, e a posição tomada pelo Governo sul-africano ao ter votado favoravelmente a resolução 1973 do Conselho de Segurança da NU, que viabilizou a intervenção militar ocidental que culminou com o derrube do governo de Muammar Khadaff.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo