Oscilação do trigo coloca indústria do pão em alerta

A Associação Moçambicana de Panificadores (AMOPAO) colocou recentemente à mesa de discussões uma proposta de agravamento do preço do pão de 10 para 12 Meticais devido à subida do custo de aquisição da principal matéria-prima, o trigo, de 1650 para 2100 Meticais por saco de 50 quilos.

Este aumento do custo de aquisição de trigo no mercado internacional deveu-se à apreciação do dólar, mas, com a súbita valorização do Metical entre Abril e meados de Maio, bem como a negociação do Governo com as moageiras, o preço do trigo baixou dos então 2100 para entre 1750 e 1800 Meticais o saco de 50 quilogramas.

Isso fez com que o preço do pão de 160 gramas se mantivesse nos dez Meticais. “Apesar de o custo do trigo não ter baixado até o preço inicial de 1650 Meticais, essa redução foi a razão de termos decidido manter”, explicou Victor Miguel, presidente da AMOPAO.

Não obstante a manutenção do custo deste cereal, nota-se que algumas padarias fizeram reajuste na tabela, tendo aumentado um ou dois Meticais.

Para Victor Miguel, os reajustes feitos por alguns produtores de pão não estão alinhados aos propósitos da associação nem resultam de orientações que esta estado a fazer nos encontros regulares que os panificadores têm mantido com o Governo.

Explica que são casos isolados, do mesmo jeito que há padarias que reduziram o preço.

“Também temos tido problemas com os revendedores que muitas vezes adquirem o pão a custo baixo, mas depois revendem-no muito caro para o consumidor final”, aponta o entrevistado.

Por esta razão, Victor Miguel recomenda que os consumidores adquiram o pão nas padarias, pois, além de sair mais barato, tem melhores condições de higiene. Leia mais...

Texto de Eduardo Changule e Angelina Mahumane

Classifique este item
(0 votes)