MatalanaGate

O sol não sabe dos bons, o sol não sabe dos maus. O sol ilumina e aquece a todos igualmente. Quem se encontra a si mesmo é como o sol – provérbio japonês

Hoje é dia de formatura, dia de juramento à bandeira. Devia ser um dia de alegria. Mas quem olha para mim apenas vê um rosto inexpressivo. Granito puro. Dir-se-ia que a minha alma sofreu uma metamorfose dantesca...

Inscrevi-me. Fui aprovada. Mesmo antes de chegar ao inferno, já me via marchando com garbo na cerimónia de juramento à bandeira. Cheguei a Matalana animada e cheia de energia. Sabia que o desafio seria tremendo. Exigiria de mim um esforço acima da média mas eu estava decidida a vencer todas as adversidades e chegar ao dia de hoje com um sorriso triunfante.

Os primeiros dias foram, naturalmente, duros. A preparação militar, mais do que o físico, exige muito da mente. O corpo tende a ceder quando a mente cai. Quase desisti. O apoio das colegas doseou o meu sofrimento... mas, como se sabe, a estrada não diz ao viajante o que o espera no final. Leia mais...

Por Belmiro Adamugy

This email address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it.

Classifique este item
(0 votes)
Última modificação: Sábado, 15 Agosto 2020 22:10