A magia das mãos

Há qualquer coisa que nos fascina quando olhamos para as mãos de alguém… é como se rivalizassem com os olhos pelo estatuto de espelho da alma; afinal, tanto as mãos, quanto os olhos, falam, revelam o que vai na alma do Homem.

Olhando para as fotos – captadas pelo foto-jornalista Carlos Uqueio – não deixam de chamar a atenção dos nossos olhos as mãos que manuseiam a castanha de caju. São mãos delicadamente femininas que transformam aquela casca escura e oleosa numa inocente e cândida castanha.

O trabalho greta as mãos. Escava a alma. A habilidade, fruto de muitas horas a descascar, seleccionar e embalar a castanha, não disfarça o sofrimento por que passam aquelas trabalhadoras que de sol a sol buscam ali o sustento dos seus.

Ademais, como diz o escritor, o mundo está nas mãos daqueles que têm a coragem de sonhar e correr o risco de viver os seus sonhos. E há sonhos que “custam ‘maningue’”… custam as mãos de quem sonha e almeja o pão do dia-a-dia. Leia mais...

Gráfica de Carlos Uqueio

Classifique este item
(0 votes)
Script: