DICAS DA VOVÓ: Não deixe o marido ir ao serviço de “qualquer maneira”

- vovó Lídia Chaúque, residente em Maputo

 É só se fazer à rua para contabilizar, em muitos cantos, homens de aparência lamentável, digamos, maltratados. Apresentam-se de roupa amarrotada, por vezes suja... Nessas circunstâncias, sobrevem a velha e famosa questão:

ele tem mulher?! Como a sua companheira o deixa sair de casa nesta condição?! Bem, vamos deixar que seja a vovó Lídia Chaúque a falar sobre o assunto, numa interessante conversa com o jornal domingo. Disse-se preocupada com “as manas” que nem sequer prestam atenção no marido, sobretudo quando este sai para trabalhar. Para a vovó, pena que seja assim, pois “faz parte da educação cuidar do seu companheiro. Assim nos foi ensinado. Não entendo como é que as nossas irmãs têm coragem de deixá-lo ir ao serviço ‘de qualquer maneira’, sendo que o que elas não calculam é que tem sempre alguém (outras mulheres) de olho em alguns sinais. Se o virem maltratado, levam-no para si, pois indica que você não o ama, que o trata mal a ponto de deixá-lo passar vergonha na rua”, argumentou a vovó Lídia.

Classifique este item
(0 votes)
Script: