LUÍS DAÚDE, FISCAL NA RESERVA DO NIASSA: Uma vida dedicada à proteção de animais

Veio ao mundo em 1966, na localidade de Mussoma, distrito de Mecula, província do Niassa. Somente aos oito anos Luís Daúde conseguiu ingressar no ensino. Antigo estudante do Centro Educacional de Maúa, viu limitado o sonho de prosseguir a actividade educativa por dificuldades financeiras.

Em 1984 entrou para a vida militar e algum tempo depois teve de se desvincular por problemas de saúde. Enquanto militar, prestou assistência ao secretariado da defesa em Mecula e foi agente do serviço de logística para antigas milícias populares que prestavam auxílio aos militares.

Ao longo de cinco anos, por não conseguir emprego para ganhar o sustento, passou o tempo a vaguear pelas esquinas da vila-sede distrital de Mecula. Quis o destino que passasse a se dedicar à vida a defender animais e outras espécies nativas do nosso país.

A 15 de Maio de 1996 passou a integrar a equipa que defende a Reserva Especial do Niassa. Começou por desempenhar a tarefa de guarda da pista de aterragem daquela área de conservação. Três anos depois, cumpriu treinos para enquadrar a equipa da fiscalização, onde assumiu o cargo de chefe do posto de Chamba. Leia mais...

Texto de Benjamim Wilson

This email address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it.

Classifique este item
(0 votes)