EDITORIAL: O mérito da vigilância activa no controlo da covid-19

Queremos hoje destacar o trabalho até aqui desenvolvido pelo Ministério da Saúde (MISAU) no quadro da prevenção da covid-19. Quadros desta entidade, a vários níveis, estão a dar tudo para que os moçambicanos tenham a melhor informação possível para se precaverem de novas infecções pelo novo coronavírus.

Seguindo ao pé da letra o lema “o nosso melhor valor é a vida”, o MISAU vai ao encontro de outro, não menos relevante lema, que indica que prevenir é melhor que remediar.

Todo o esforço até aqui evidenciado – e que merece aplausos – é direccionado ao controlo do curso da pandemia, a manutenção da nossa curva epidemiológica em níveis que sejam sustentáveis, o mesmo que dizer que esta deve evitar o colapso do nosso Sistema Nacional de Saúde, o que passa por manter o registo de infecções em patamar que não nos fuja do controlo. Até ao momento, o MISAU tem demonstrado maturidade na abordagem do curso da pandemia, mantendo sob olho clínico pacientes que testaram positivo, ao mesmo tempo que busca possíveis contactos para monitoramento de quadros de quarentena.

Defendemos aqui no domingo que este é o caminho certo. Defendemos igualmente que abordagens preventivas em tempo da covid-19 regem-se também por estudos clínicos-epidemiológicos que devem assentar no relato de casos mediante sistema de vigilância activa e busca constante de casos suspeitos.

Ao pautar pela vigilância activa de novas infecções nas unidades sanitárias, o MISAU deu um passo gigante rumo à abordagem mais realista da epidemia e os números recentes atestam isto. Há mais testes e descoberta de novas infecções. Deste modo, as autoridades ganham espaço confortável para prevenir contaminações comunitárias que – como é demais sabido – são de difícil monitorização em qualquer sistema de saúde. Por outras palavras, as autoridades aproximam-se o mais possível, em função de meios disponíveis, ao real quadro epidémico, antecipam-se aos focos de transmissão, poupam recursos e seu sistema de saúde.  Leia mais...

Classifique este item
(0 votes)
Última modificação: Terça, 19 Maio 2020 13:52