Print this page

A arte da sobrevivência

Abril 26, 2020 1690

O mundo pode agora compreender a dor secular que os africanos sentiram pelos massacres e genocídios de outrora – Paulina Chiziane

O mundo enfrenta, desde finais do ano passado, uma pandemia – covid-19 – que, a modos de Golias, está a aterrorizar a humanidade que, desesperada, clama por um David que acabe de vez com o problema. Entretanto, agarramo-nos, com unhas e dentes, a um paliativo chamado esperança!

O certo é que esta doença está a obrigar- -nos – como habitantes do mesmo planeta (o coronavírus não “olha” para a raça, cor, grupo social, país, religião, etc.) – a olharmos para aquilo que nos torna humanos; a revisitarmos as nossas raízes para podermos olhar para frente e, no meio do emaranhado em que estamos enredados, descobrirmos um caminho que nos conduza para lugares menos medonhos. A crença de que dominamos a natureza – por sermos inteligentes – está a desvanecer aos poucos. A natureza – ou seja o que for – está a dizer-nos alto e bom som que “somos dispensáveis”. Leia mais...

Por Belmiro Adamugy

This email address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it.

Classifique este item
(0 votes)