Estásuspenso o processo de extradição para Moçambique do deputado e antigo ministro das Finanças de Moçambique, Manuel Chang, detido na África do Sul desde Dezembro, em conexão com as dívidas não declaradas.

O ministro sul-africano da Justiça e Serviços Correccionais, Ronald Loamola, anunciou ontem ter instruído o director geral do Departamento de Justiça e Desenvolvimento Constitucional a apresentar documentos em resposta ao pedido de Manuel Chang de ser entregue às autoridades moçambicanas, conforme a decisão que tinha sido tomada pelo Governo anterior.

Essencialmente, Ronald Loamola quer que o processo seja reavaliado pelo tribunal, uma vez que, segundo a lei sul-africana, sópodem ser extraditados cidadãos cujos processos tiverem sido acusados no país requerente, com a agravante de, no caso vertente, as imunidades de Chang não estarem ainda quebradas pelo Parlamento moçambicano.

Câmbio

Moeda Compra Venda
USD 61,11 62,29
ZAR 4,16 4,24
EUR 67,19 68,49

12.09.201Banco de Moçambique

Quem está Online?

Temos 275 visitante(s) ligado(s) ao Jornal