O Governo e a Renamo reaproximam posições e alcançam importante etapa para o desarmamento definitivo do partido da “perdiz” a menos de dois meses das V Eleições Autárquicas e a pouco mais de um ano para as Eleições Gerais.

Naquilo que parece a reedição do Acordo Geral de Paz (AGP), rubricado em 1992, e do Acordo de Cessação de Hostilidades Militares (assinado a 5 de Setembro de 2014, a escassas semanas da realização de Eleições Gerais), os memorandos rubricados têm em comum a busca de uma cartilha para a rentrée da Renamo na corrida eleitoral e o esboço de uma fórmula política visando o que até aqui parece complicado: o desarmamento daquele partido político, o único no mundo detentor de um braço armado.

O Presidente da República, Filipe Nyusi, em tom conciliatório, afirmou semana finda que já estão em curso os passos decisivos para a implementação da desmobilização, desarmamento e reintegração da força residual da Renamo.

Leia mais...

Câmbio

Moeda Compra Venda
USD 61,72 62,95
ZAR 4,18 4,26
EUR 68,69 70,06

18.10.201Banco de Moçambique

Quem está Online?

Temos 494 visitante(s) ligado(s) ao Jornal