Protecção de crianças deve ser abordada sem tabus- afirma Isaura Nyusi, esposa do Presidente da República

A esposa do Presidente da República, Isaura Nyusi, condena de forma veemente todas as acções e práticas socioculturais que roubam às crianças o pleno gozo dos seus direitos e atentam contra a sua segurança e bem-estar.

Isaura Nyusi, que falava ontem em Maputo, no lançamento do “Ano Internacional para a Eliminação das Piores Formas do Trabalho Infantil”, disse reconhecer o papel importante da inclusão de crianças em actividades produtivas como forma da sua socialização e aprendizagem nas várias frentes. Entretanto, entende que “o trabalho de crianças é mau quando afecta o desenvolvimento físico e psicológico delas. É repugnante quando elas são privadas da educação e pleno gozo dos seus direitos”.

A primeira-dama destacou, por outro lado, que a situação socioeconómica do país obriga a que milhares de crianças ingressem precocemente no mercado do trabalho por forma a contribuírem na renda familiar.

A esposa do Presidente da República apontou ainda que as calamidades naturais, o terrorismo, em Cabo Delgado, os ataques da auto-proclamada junta militar da Renamo, no centro do país, e a pandemia da covid-19 contribuem para o agravamento da situação económica das famílias e, por conseguinte, das crianças. Leia mais...

TEXTO DE MARIA DE LURDES COSSA

This email address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it.

Classifique este item
(0 votes)