Só malta nós é que vai aos distritos?!!

Até há bem poucos dias, Bula-bula pensava que qualquer pessoa, independentemente da cor, credo, estatuto social, podia trabalhar em qualquer parte deste nosso belo e martirizado Moçambique… afinal não é assim… há, por assim dizer, uns moçambicanos muito moçambicanos do que os outros.

Coisas da nossa terra, como diria um velho amigo de Bula-bula… e foi preciso que experimentássemos uma pandemia para descobrirmos que há uns que podem trabalhar nos distritos e outros - pela sua formação - não.

Vem este arrozoado todo por causa de um doutor de letras indicado para trabalhar num distrito, numa altura em que se repensam as universidades. Há mesmo pano para mangas nesta coisa, mas afirmar com toda a dentadura que só os “iletrados” podem trabalhar nos distritos, soa a discriminação “intelectual”.

Ora isso dá que pensar… quem vai desenvolver os distritos se toda a malta que tem canudo só pode ficar nas cidades? Deve ser por isso que temos gabinetes cheios de gente formada em desenvolvimento rural ou ambientalistas… é que lá no distrito só há espaço para a ralé… isto dá mesmo que pensar!

Classifique este item
(0 votes)