Print this page

Ninguém faz a estrada sozinho, mas…

Maio 02, 2021 695

As ofensivas dos terroristas, sobretudo no Norte de Cabo Delgado, inquietam-nos sobremaneira. As emoções tomam conta das mentes e deixam pouco espaço para a frieza necessária para a análise dos fenómenos no terreno. Como disse o sábio, a primeira vítima de uma guerra é sempre a verdade.

Porque o terrorismo é algo assustador, rapidamente várias vozes se levantaram para exigir das lideranças do nosso país uma atitude mais enérgica para se pôr fim ao sofrimento das gentes de Cabo Delgado. Nesse rosário de exigências inclue-se a urgência em apelar-se à comunidade internacional para que intervenha militarmente naquela zona do país.

O grosso dos que assim pensam parece olvidar que a soberania é assunto sério; a soberania de um país, em linhas gerais, diz respeito à sua autonomia, ao poder político e de decisão dentro do seu território nacional, principalmente no tocante à defesa dos interesses nacionais. Nesse sentido, cabe ao Estado (ao governo, propriamente dito) o direito da sua autodeterminação em nome de uma nação, de um povo. Leia mais...

Foto de Carlos Uqueio

Classifique este item
(0 votes)