NA PRODUÇÃO AGRÍCOLA: Moçambique busca sustentabilidade alimentar

O Presidente da República, Filipe Jacinto Nyusi, diz que o programa “Sustenta” deverá devolver ao país a independência na produção de alimentos, porque junta os moçambicanos perto do Governo para, mais uma vez, afirmar que só com trabalho Moçambique se mantém resiliente.

Afirma igualmente que o reconhecimento da importância da agricultura no país traduz-se pelo seu peso no Produto Interno Bruto (PIB) que experimentou uma tendência crescente entre 2016 e 2019, passando de 21,2 por cento para 24,7 por cento em 2019 e um quarto da produção nacional vem deste sector.

Sustenta que é pela sua natureza, que constitui a origem do rendimento de cerca de 80 por cento da população, que a Constituição da República apresenta um comando claro nesse sentido, tornando-se no epicentro da acção governativa.

Recordou que aquando da apresentação do Programa Quinquenal do Governo, em Inhambane, afirmou que a visão de desenvolvimento do Governo radica no entendimento de que a base económica deverá ser diversificada.

Para o efeito, aludiu que a orientação versa sobre a criação de emprego e rendimentos, integrando as famílias rurais e peri-urbanas no mercado, a par de um programa de infra-estruturas económicas e sociais, as quais trazem a dimensão humana no bem-estar das famílias, no alívio à pobreza e redução das desigualdades sociais. Leia mais...

Classifique este item
(0 votes)