MP pede condenação exemplar para membros da junta militar

- Sentença marcada para o dia 8 de Setembro

O Ministério Público (MP) pediu sexta- -feira última ao Tribunal Judicial de Dondo para condenar cinco dos seis réus indiciados da prática do crime de conspiração contra o Estado e retirou a acusação contra o réu Domingos Marime por alegada dúvida no seu envolvimento.

Falando durante o espaço reservado às alegações finais, a procuradora Lizandra Santos disse que a punição deve acontecer para que as pessoas saibam que o poder não se alcança por via da força.

“O Ministério Público reitera a acusação contra os cinco réus. Eles devem ser condenados exemplarmente para que se saiba que não se deve alcançar o poder por via de violência”, disse.

Aquela magistrada afirmou que o julgamento que decorre desde o princípio do mês de Julho provou o envolvimento dos indiciados no crime de que são acusados.

“Durante o processo de produção de provas os co- -réus foram confrontados e confessaram ter-lhes sido incumbida a missão de integrarem a junta militar da Renamo. Ficaram provados nesta sala os contactos telefónicos efectuados entre os co-réus com vista ao recrutamento para o povoado de Macorococho, em Nhamatanda”, explicou. 

A procuradora Lizandra Santos referiu que o povoado de Macorococho, em Nhamatanda, que se apontou como sendo o destino dos recrutados, é um dos pontos onde ocorrem preparativos e ataques armados contra alvos civis e consequente destruição de sonhos de muitas famílias. Leia mais...

Classifique este item
(0 votes)
Script: