Cuba enfrenta uma crise de combustíveis devido às sanções económicas impostas à Venezuela pelos Estados Unidos de América. Na realidade, Venezuela é que garantia o fornecimento de combustíveis à Cuba na base da solidariedade comunista. A intensificação das sanções impedem a Venezuela de continuar a ser solidária com a Cuba. A esse respeito, o Presidente cubano, Miguel Diaz-Canel, no dia 12 de Setembro, avisou ao seu país que haveria escassez de combustível, principalmente o diesel. 

A declaração do Presidente cubano soou como um sino para despertar o espírito revolucionário cubano. Não é segredo para ninguém que desde a sua independência, em 1959, Cuba tem estado a enfrentar a “tempestade” de embargo económico, comercial e financeiro imposto pelos Estados Unidos de América. E, sobretudo, Cuba tem sobrevivido ao embargo que dura há sessenta anos, graças a sua extraordinária capacidade de resiliência e a solidariedade de parceiros internacionais de ideologia comunista.Leia mais...

Paulo Mateus Wache*

This email address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it.