O Homem é lobo do Homem. A metáfora quer dizer que o Homem é um animal que ameaça a sua própria espécie. O que a máxima, celebrizada por Thomas Hobbs, sublinha é a capacidade destruidora do ser humano contra os seus; o Homem teria por instinto o impulso de usurpar o que é do outro, colocando-se acima dos demais e tendo como prioridade máxima o bem-estar individual, ao invés do colectivo.