EX-FUTEBOLISTA E DIRIGENTE: Morreu João Raul

Morreu na madrugada de sexta-feira o ex-futebolista e dirigente desportivo João Raul, vítima de doença prolongada. O funeral do malogrado está marcado para amanhã, segunda-feira, no Cemitério de Lhanguene, cidade de Maputo.

João Raul, que ia completar 64 anos de idade em Junho, foi futebolista do Beira-Mar no início da sua carreira, vindo a ter uma passagem pelo 1.º de Maio, antes de se transferir para o Maxaquene, na altura com o nome de Sporting Clube de Lourenço Marques, jogando na posição de lateral-direito, na década de 70.

Depois de terminar a carreira futebolística, João Raul, que havia feito um curso de Educação Física, foi professor dessa disciplina e posteriormente foi designado chefe dos Serviços de Educação Física ao nível da província de Maputo, ainda nos finais da década de 70.

Como grande impulsionador e defensor do desenvolvimento do desporto, João Raul foi escolhido para desempenhar as funções de secretário-geral da Federação Moçambicana de Futebol (FMF), onde dinamizou várias acções para o melhoramento futebolístico nacional, mas acabou por ser afastado da federação. No dia seguinte à sua demissão, o Costa do Sol, reconhecendo as suas capacidades, através de Rui Tadeu, na altura director executivo dos “canarinhos”, recrutou-o para o cargo de chefe do Departamento de Futebol do Costa do Sol e, mais tarde, também foi, ainda naquele clube, director desportivo e director executivo, até à sua reforma, em 2018, que ele considerou-a de compulsiva.

Realçar que João Raul, que deixa viúva e dois filhos, foi determinante na manutenção do grande estatuto ostentado pelo Costa do Sol no futebol moçambicano, depois de este clube ter iniciado a senda vencedora em 1979, quando arrebatou o seu primeiro título nacional, para mais tarde cometer a proeza de arrebatar quatro campeonatos consecutivos entre 1990 e 1994. (FIM)

Classifique este item
(0 votes)