Futebol deve apresentar condições sanitárias para retomar

Os clubes do Moçambola continuam de portas fechadas por causa da pandemia da covid-19. O Presidente da República, Filipe Nyusi, integrou o futebol no grupo de alto risco, indicando a data de 1 de Outubro para possível retoma. No entanto, tudo está dependente da criação das condições sanitárias exigidas, ou seja, os atletas podem voltar a calçar chuteiras antes da data-limite indicada.

A respeito da Comunicação à Nação do Chefe de Estado, o secretário de Estado do Desporto, Gilberto Mendes, realçou que o país está num momento difícil, particularmente complicado, mas a família desportiva tem de arregaçar as mangas e seguir em frente de acordo com aquilo que está preceituado na nossa lei de emergência, não baixando a guarda, ou seja, os atletas têm de começar a fazer o preparo físico de acordo com as limitações que existem.

Anotou que para o futebol, em particular, existe a limitação de ainda não existir autorização para a retoma do trabalho dos clubes do Moçambola, mas existe abertura para os dois clubes com direito de representar o país nas competições da Confederação Africana de Futebol.

O Costa do Sol, campeão em título, vai disputar as eliminatórias da Liga dos Campeões Africanos, enquanto a União Desportiva do Songo vai competir na Taça da Confederação (Taça CAF). As duas competições podem iniciar em Outubro ou Novembro, segundo uma indicação prévia da CAF. Leia mais...

Classifique este item
(0 votes)
Script: