Duas duplas de voleibol de praia venceram re­centemente o “Africano” da modalidade, realiza­do na cidade do Cairo, Egipto. Na final, a dupla feminina, a primeira a entrar em campo, co­meteu a proeza de vencer as donas da casa por 2-0, numa semana em que em Moçambique se celebrava o Dia da Mulher Moçambicana, facto que serviu para abrilhantar todas as mulheres.

A dupla masculina, por sua vez, bateu a Argélia pelo mesmo re­sultado. As vitórias qualificaram as duas duplas para o campeona­to mundial a ter lugar ainda este ano na Tailândia. Tanto a equipa técnica, assim como a direcção da federação reconhecem que os tí­tulos são resultado do trabalho dos atletas, muitas vezes sem as devi­das condições, como, por exemplo, recinto para os jogos de preparação e transporte para chegar ao local de treinos.

 Conta-se que na praia da Costa do Sol onde estes realizam os jogos de treino não há segurança, pois os utentes daquele local depositam diferente tipo de lixo, com des­taque para garrafas plásticas e de vidro.

O presidente da Federação Mo­çambicana de Voleibol, Khalid Cas­samo, disse que quase todos os dias são reportados casos de atletas que foram cortados por garrafas du­rante os treinos. O problema já foi reportado ao Conselho Autárquico da Cidade de Maputo, mas ainda não tem solução. Enquanto isso, os voleibolistas continuam a arriscar.

Leia mais...

Câmbio

Moeda Compra Venda
USD 61,72 62,95
ZAR 4,18 4,26
EUR 68,69 70,06

18.10.201Banco de Moçambique

Quem está Online?

Temos 435 visitante(s) ligado(s) ao Jornal