O Campeonato Nacional de Futebol “Moçambola” 2019 será disputado no sistema clássico de todos contra todos em duas voltas, conforme aprovaram na manhã de ontem os clubes em assembleia geral extraordinária da Liga Moçambicana de Futebol realizada em Maputo.

Está finalmente encontrada uma solução para o “Moçambola” desejado pela tribo desportiva. E, tal como no ano passado, foi o Chefe de Estado, Filipe Nyusi, que interveio directamente para que a prova continue a ser disputada no modelo clássico.

Na reunião magna de ontem, os clubes aprovaram uma alteração profunda no regulamento de competições do “Moçambola”-2019, nomeadamente a despromoção de cinco clubes na prova, o que significa que o campeonato do próximo ano terá 14 clubes, uma vez ser certa a subida dos três vencedores dos campeonatos nacionais da divisão de honra das zonas Sul, Centro e Norte.

A direcção da LMF explicou que o aumento de 14 para 16 equipas no “Moçambola” tinha em vista criar maior e mais tempo de competitividade, mas a crise financeira que abalou o país afectou também o desporto com destaque para o campeonato nacional de futebol.

Por isso, a LMF tem estado a implementar estratégias para realizar o campeonato de forma regular sem os problemas financeiros organizacionais habituais, que de algum modo afectam o brilho da prova.

Leia mais...

Câmbio

Moeda Compra Venda
USD 61,72 62,95
ZAR 4,18 4,26
EUR 68,69 70,06

18.10.201Banco de Moçambique

Quem está Online?

Temos 1135 visitante(s) ligado(s) ao Jornal

+ lidas