Print this page

Mercado não reage à apreciação do Metical

Maio 02, 2021 715

O dólar caiu com estrondo. De cerca de 75 Meticais em Fevereiro para 55 Meticais ao longo do mês de Abril. Um recuo que deu um raro fortalecimento do Metical. Na economia real, o efeito do fortalecimento da moeda nacional já começa a se fazer sentir, ainda que de forma ténue e dispersa.

Os motivos do recuo do dólar são sobejamente conhecidos. Mas têm outras nuances de que pouco se fala, como o facto de os Estados Unidos da América (EUA) terem perdido o pódio no ranking de maior Produto Interno Bruto (PIB) por causa do impacto severo do novo coronavírus na economia.

No lugar dos EUA, cuja economia teve o pior desempenho em 76 anos, com uma redução de 3,5 por cento, no ano passado, agora quem ocupa o cume é a China, segundo o analista Ademir Gutierri, do “site” investing.com, numa das suas mais recentes publicações.

Nas previsões dos analistas internacionais, esta mudança de posições deveria ocorrer em 2025, porém a pandemia antecipou e as mudanças na política económica chinesa, sobretudo no domínio das tecnologias, inovação e consumo estão a levar a China a ombrear como nunca com os EUA.

Ainda associado aos efeitos da pandemia, é o facto de a Reserva Federal (FED) dos EUA ter tomado a decisão de reanimar a economia daquele país inundando-o de dólares, na verdade, duplicou a base monetária, como nos referimos num artigo publicado há duas semanas versando sobre este mesmo tema. Leia mais...

TEXTO DE JORGE RUNGO E IDNÓRCIO MUCHANGA

Classifique este item
(0 votes)