Mia Couto vence prémio literário Albert Bernard 2020

O escritor Mia Couto venceu o prémio literário francês Albert Bernard 2020, pela edição francesa da trilogia “As Areias do Imperador”, publicada em 2019, com tradução de Elisabeth Monteiro Rodrigues.

O galardão surge depois de Mia ter vencido, em finais do ano passado, o Prémio Jan Michalski de literatura, pela edição francesa da mesma trilogia.

O prémio anual literário francês Albert Bernard, criado em 1993, é destinado a um autor cuja temática seja África, quer seja do ponto de vista da história, da ciência e da literatura, laureou pela primeira vez um escritor da África Austral. É também inédita a atribuição a um escritor de língua portuguesa.

Classifique este item
(0 votes)