Meu sonho é tornar Moçambique numa referência no mundo da música

- Mr. Bow em entrevista exclusiva ao domingo

Salvador Pedro Maiaze ou simplesmente Mr. Bow, de 38 anos de idade, faz parte do naipe de artistas que se pode gabar de ter vencido na vida. Nasceu e teve a infância no distrito de Mandlakazi, província de Gaza. Ainda criança, viveu o drama da fome que destroçou muitas famílias nos finais da década 80 e princípios de 90 do século passado.

O menino aprendeu a pegar a sacola dos livros escolares nas mãos e na cabeça uma bacia de “badjias” (pastéis de feijão) que sozinho fazia para vender aos seus colegas na escola. A ideia era única: ajudar dona Rosa Langa, sua mãe, a pôr comida na mesa.

Na luta para melhorar as condições de vida, viajou até à cidade de Xai-Xai, onde trabalhou como empregado doméstico e chegou a ser agredido pelo patrão. Tempos depois mudou-se para Maputo e conseguiu uma vaga de ajudante numa barraca no bairro George Dimitrov.

Meteu-se na música e o resultado é que hoje é dos artistas incontornáveis no país. Ganhou 11 prémios, atingiu um milhão de seguidores no Facebook. Passou por vários palcos internacionais hasteando a bandeira moçambicana. Há menos de um mês, lançou o seu quinto álbum, “Story of my life”, com 18 faixas. Atingiu o número recorde de meio milhão de visualizações no Youtube em menos de duas semanas, motivo suficiente para uma conversa com o artista que sente que veio ao mundo para marcar gerações.

Eis a entrevista no discurso directo. Leia mais...

Texto de Frederico Jamisse e Pretilério Matsinhe

Fotos de Jerónimo Muianga & cortesia de Mr. Bow

Classifique este item
(0 votes)
Última modificação: Sábado, 28 Novembro 2020 23:12